Amputações de ante-braço

Prótese ativa para amputação de ante-braço

Este tipo de prótese funcional, também chamado de braço ativo, possibilita a protetisação de amputações de antebraço de diferentes níveis, especialmente quando não existem meios para a colocação de uma prótese mioelétrica.
Em comparação a uma prótese mioelétrica ela tem a vantagem de pesar menos e ser independente de uma fonte de energia.
Por outro lado, o emprego de um tirante de tração representa uma limitação de movimentos e menor conforto de uso.
A fixação da prótese é feita através de um encaixe de contato envolvendo o cotovelo. Para cotos extremamente curtos torna-se necessário um auxílio de fixação.
Utiliza-se uma mão ou um gancho com peça terminal. A fixação ao encaixe externo pode ser feita através de diferentes tipos de punhos.




Próteses estéticas

A prótese estética é indicada para pacientes que dispensam ou não se adaptam a uma prótese funcional.
As características específicas desta prótese são o peso reduzido e o manuseio simples, mas ela possui uma função passiva muito restrita.
A fixação da prótese é feita através de um encaixe de contato envolvendo o cotovelo. Utiliza-se uma mão cosmética ou passiva como peça terminal.
A sua fixação ao encaixe externo pode ser feita através de diferentes tipos de punhos. Uma luva cosmética reveste a mão. Sua forma, cor e estrutura proporcionam um aspecto natural a prótese.

CMS18-4-e  CMS17-1-e


Próteses Mioelétricas e Biônicas, para amputação de ante-braço

O principal pré-requisito para a protetisação com um sistema mioelétrico e/ou biônico para antebraço são potenciais musculares suficientemente fortes para o controle da prótese.
Eles são captados por meio de eletrodos, e amplificados e transmitidos como sinais ao processador.
A foto mostra vários tipos de próteses (a-d) com diferentes princípios de construção para os movimentos de prono-supinação.
O tipo mais simples (a) somente permite uma rotação ou posicionamento da mão de forma passiva.
• A prótese mais simples (a) somente permite uma rotação ou posicionamento da mão de forma passiva.
• A prótese com prono-supinação ativa (b) possui uma unidade de giro entre a mão e o encaixe.
• A terceira possibilidade é a prono-supinação elétrica (c), controlava através de uma ligeira rotação do coto, acionando assim um micro-interruptor.
• A prótese mioelétrica de 4 canais (d) possibilita um controle independente da mão e do movimento de prono-supinação, através de sinais mioelétricos diferenciados (2 funções por eletrodo).
A fonte de energia é um acumulador (bateria) recarregável de 6 Volts.
As próteses para antebraço possuem um encaixe interno de contato envolvendo o cotovelo, e um encaixe externo laminado.

CMS34-1_NV

Próteses mioelétricas da esquerda para a direita, identificadas como: a, b, c, d.

A tecnologia Biônica utiliza, basicamente, os mesmos princípios de ativação e captação de pulsos elétricos dos músculos, porém, com eletrodos de captação mais abrangentes e com maior sensibilidade.
As mãos protésicas utilizadas nesse sistema contam com uma gama muito maior de movimentos dos dedos e possibilitam distintos tipos de pegadas pré-programadas.